segunda-feira, abril 24, 2006

Desporto

A natação, tal como o atletismo, não é uma invenção da modernidade. Em muitos dos povos antigos, nadar era uma prática habitual. Na Grécia clássica, a natação tinha mesmo honras de disciplina fundamental na formação dos jovens e no Japão, em 1603, foi declarada obrigatória nas escolas. Até que no século XIX se difundiu como prática desportiva, estreando-se nos Jogos Olímpicos da Era Moderna no ano de 1896, em Atenas. Talvez já estes nossos antepassados tivessem a percepção de que, como é reconhecido actualmente, a natação é o desporto mais completo, o único inclusive que pode ser praticado em todas as idades, desde os primeiros meses até à idade mais avançada que o indivíduo atingir.
E dizer que este é o desporto mais completo de todos não é uma afirmação gratuita. É, aliás, muito bem fundamentada nos efeitos benéficos que a natação tem a nível do desenvolvimento das capacidades físicas, relacionais e intelectuais do indivíduo. A natação mexe com o corpo todo, dos músculos ao cérebro, passando pelo coração e pelas emoções...

1 comentário:

An Jo disse...

Emoções?!?!? Aquilo que se faz dentro de água e que é uma emoção chama-se de natação???

A mim nunca ninguém me diz nada...

Obrigado Binaryum